Páginas

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Uma peça a menos

Um ser descartável
Ensina a cantar sem ter voz
Estimula sonhos, um desiludido
Se vendendo barato, parado?
Desestimulado, desgosto. Escolha?

Diz: - é belo sonhar!, não dorme
- o céu é bonito, o sol sempre nasce!
Pescoço caído, se sente traído
Quem deveria zelar pela classe?

Escolha? De quem?
E a peça, mais uma peça, apenas uma peça,
Pensa em seguir, tem medo.
E cedo não é, o bonde vai passar.

Nenhum comentário: