Páginas

domingo, 31 de maio de 2015

Guerreiro do fogo

Xangô por André Silva 

É o guerreiro da justiça
Sua arma é o machado
O Rei de Oyo não deixa
Os seus filhos derrotados

Da pedreira, ele observa
A quem nele tem fé
E no mundo dos homens
Distribui seu axé

O leão guerreiro
O caminho da justiça
O senhor do universo
De uma nação mestiça

Admirem o Rei
O meu Pai chegou!
Kaô Kabecilê!
O Seu nome é Xangô

Nenhum comentário: