Páginas

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Escolha ou não?

Há muito os poemas não me querem,
E há muito não quero saber deles...
Há muito não quero saber de nada,
Há muito só penso em uma coisa.

Mas o que é isso que a sociedade causa na gente?
Se escrever me alimentasse mais que alma, eu escreveria a todo instante.

Queria que não fosse assim,
Queria, mas meu querer não é o melhor pra mim?...
Não no lugar em que vivemos,
Não sob o modelo que nos rege,
Que nos impede de sermos iguais!
Nos obrigando a ser mais...

Mais,
Mas que mais?
Mais um dentre os 49?
Mais um que a ninguém comove?
Como se comover por escrever fosse preciso...
Mas eu preciso.
Mais que o mais eminente.

Eu sinto o que ninguém sente...
E todos sentem o que ninguém vê.

Nenhum comentário: