Páginas

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Resumo Galado de O Hobbit, de J.R.R Tolkien

O Hobbit foi escrito por João Roberto Rodrigues Tolkien, enquanto bêbado – já que na Dinamarca, país de origem, é muito comum o consumo de Saquê – e narra a saga de um pequeno individuozinho, um Hobbit (o que mais seria?), que mora numa toca cavada no chão do quintal do mago Gandalf.
Bilbo Bolseiro, um fazedor de bolsa, – o tal Hobbit protagonista – era doido pra ter dinheiro, já que, como dito, morava de favor. E se ele saísse com os sete anões da Branca de Neve, ganharia uma pequena parte do tesouro, constituído basicamente de jóias banhadas em ouro e diamante derretido.
Os anões e Bilbo enfrentaram vários perigos, foram obrigados a dançar can-can para os orcs nas Montanhas Sombrias, tiveram que secar as peles do Troca-peles, que era um vilão que morava próximo a floresta. E na Floresta das Sombras, vigiada dia e noite por Voldemort, os viajantes se banharam na fonte do sono e dormiram depois de comer o resto da maça que os anões trouxeram da Branca de Neve.
Elfos malvados aprisionaram os andarilhos num decorrer da história. Eles tiveram que limpar os banheiros com as escovas de dente, tiveram que dormir sem comer, e ler trechos de Hamlet dia e noite. Eles escaparam graças a Bilbo, que colocou os anões na bolsa de um canguru que os deixou no pé da montanha solitária, onde vivia Smaug, um dragão homossexual que gostava de namorar com pôneis à luz do luar, mas tinha um romance secreto com Bard, um descendente de um reizinho da região.
Quando o dragão viu Bilbo se apaixonou imediatamente, e com ciúmes Bard matou a bicha alada com uma flechada certeira no coração. Todos da cidade ficaram com medo dos estragos que o dragão faria, porém ele virou purpurina quando morreu e encheu o horizonte de brilho vermelho dourado.
Tudo parecia resolvido quando Bard e o rei élfico reclamaram parte do ouro, e uma guerra se formou. Entretanto, orcs quiseram de volta seus dançarinos, e tinham o plano de montar um bordel, inclusive com sede em Moria, e atacaram junto com os wargs, seus vira-latas de montaria. Com isso, elfos, anões, humanos, wargs e orcs travaram a famosa guerra das cinco raças, que na verdade eram seis, já que rolinhas do oeste vieram ajudar em troco de uma noite de amor com Gandalf, que passou maior parte da história num motel com Saruman, onde brigaram e acabaram virando inimigos (essa história aparece no Senhor dos Anéis).
No fim das contas, os orcs e wargs foram vencidos e o ouro falso foi dividido entre os vencedores, e Bilbo, finalmente, pode comprar o Condado e deixar de morar no quintal do Mago Cinzento, que passou o caminho todo de volta pela extremidade das terras ermas cantando o pobre Hobbit que recusou todas as investidas do Mago.

            Mais informações no resumo de O Senhor dos Anéis, em breve neste blog.


Para ler um resumo fiel de O Hobbit, clique aqui.

Para adquirir O Hobbit por R$ 9,90 no Submarino.


Confira também outros blogs interessantes, além dos meus outros textos



2 comentários:

carlasobreira disse...

OK!
Taí que essa versão eu até me animaria de ler... rs. Se virasse filme então! Altamente scary.

Mark Tindo disse...

Eu sempre tive a impressão de que todas as relações entre seres do sexo masculino em O Senhor dos Anéis beiram o homoerotismo.
Mas interespécies?
Até Tolkien tinha lá os seus fetiches.